Sodré cão!

by

por Marta Bellini

A Marta é uma velha colega do curso de pós-graduação em educação da Universidade Federal de São Carlos no início dos anos 80, que hoje batalha como professora na área de educação da Universidade Estadual de Maringá. Contei para ela sobre o blog e perguntei se queria participar como autora. Ela gostou da idéia e para começar mandou a historinha abaixo. Espero que ela continue colaborando. (Antonio Morales )

Sodré cão!

Em 1968 minha escola mudou-se para outro lugar. Porto Ferreira, SP, era pequena, com cerca de 20 mil habitantes. Cidade operária com fábricas como a Nestlé, a Faiança e a fiação (fábrica de fios de algodão).

Saímos de uma escola na área central e fomos para a “periferia” até que a nova ficasse pronta. Para mim, que tinha 12 anos de idade, o caminho era longo. A escola tinha dois andares.

Nunca tinha visto um prédio assim. Na cidade havia um murmurinho diferente. Falavam em terroristas e em comunistas. Meu pai dizia que o Brasil poderia se tornar uma Cuba. Mas, eu não via nada; a atmosfera de Porto Ferreira não mudara. Onde poderia haver comunistas?

Um dia eu soube. Cheguei à escola e olhei para aquele paredão de dois andares e li: Sodré cão! Frase escrita em vermelho, a tinta escorria como sangue na parede. Subitamente entendi: eu estava no meio daquele movimento. 

Uma resposta to “Sodré cão!”

  1. jose gregorutti neto Says:

    Ôi Marta, quanto tempo!!
    Muito bom encontrar-te novamente; e, como sempre, escrita afiada.
    Beijo.
    Greguinho

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: